Falha no design causa compra acidental de 28 carros da Tesla

Por conta da pandemia, a Alemanha estava oferecendo o dobro de incentivos para compras de carros elétricos, e para aproveitar, um alemão queria trocar seu Ford Kuga por um Tesla Model 3 com piloto automático, o modelo de entrada da montadora de Elon Musk.

O senhor então prosseguiu com a compra, adicionou seu dados e cartão, e clicou em confirmar para fazer o pedido à Tesla. Porém nada aconteceu, o botão continuou da forma que estava, nenhuma mensagem foi mostrada, nada diferente que pudesse indicar que o pedido estava sendo processado ou até mesmo que já tinha sido feito ou negado. Por conta disso, ele clicou novamente, já que podia simplesmente não ter ido. E novamente, e assim por outras 27 vezes durante um período de duas horas - que pessoa persistente!

Após as várias tentativas, finalmente o site deu sinal de vida e processou o pedido - porém não apenas um, mas todas as 28 tentativas, totalizando 1,4 milhão de euros pelos 28 Teslas Modelo 3. Não apenas isso, mas caso o alemão pedisse pra cancelar os 27 pedidos extras, ele ainda sim teria que desembolsar 100 euros por cada cancelamento, totalizando 2700 euros a mais do que apenas os 100 euros de depósito esperados pelo pedido de apenas um carro.

Este é um claro erro em fornecer uma boa experiência do usuário e infringiu duas heurísticas de Nielson.

  • A primeira é evitar que o usuário cometa erros. Ao clicar em um botão que envia informações para processamento, imediatamente deve-se desabilitá-lo para não ser clicado novamente.
  • A segunda é sempre e rapidamente informar o status do sistema através de feedbacks claros. Após o botão ser clicado é necessário informar ao usuário que o site está processando as informações e pedir para que não feche a tela para evitar erros.

Há erros também no processamento que não afetam diretamente na UX porém, como visto, afeta indiretamente. A lentidão em processar o pedido e a falha ao permitir que fossem processados os outros 27 pedidos sem que nenhum retorno tivesse sido dado para o primeiro também foram determinantes para o erro humano.

Isso mostra que equipes de design e desenvolvimento devem trabalhar juntos para evitar situação como essa.

No final, o alemão ligou desesperado para a empresa e, entendendo o erro acontecido, a Tesla reembolsou os 2800 euros pelo depósito obrigatório e convidou o homem a fazer seu pedido novamente.

A questão é: ele vai comprar novamente depois dessa falha? A confiança é destruída e o cliente foi perdido?

Precisamos evitar que esse tipo de erro ocorra em primeiro lugar, em vez de corrigí-lo mais tarde. O custo será mais alto, com certeza, não apenas em desenvolvimento interno para arrumá-lo, mas a perda em faturamento e de consumidores, além de ter que reparar a reputação que foi afetada. Uma boa estratégia de UX e um design de produto bem conduzido podem evitar muitos problemas triviais como esse.

Veja mais exemplos de UI problemáticas

Quer saber se o seu site apresenta falhas de UX?

Problemas de UX são mais comuns do que podemos imaginar e alguns deles não vemos, a menos que aconteçam. Pengreen Design tem uma equipe de designers especialistas prontos para ajudá-lo. Estamos listados em Best Tech Websites Of 2020 (So Far).

Desbloqueie todo o potencial do seu produto digital com nossa Auditoria de UX! Uncover hidden design flaws that might be hindering your product's success, some of which you may not even be aware of.